• CAP - Centro de Aperfeiçoamento da Pessoa

  • Seminários Regionais

  • Seminários Regionais

OICD PAI RIVAS - SITE EM PERMANENTE ATUALIZAÇÃO - ACOMPANHE!

Dia Internacional da Mulher? Vamos celebrar o poder da mulher!

 

Hoje temos a convenção do Dia Internacional da mulher. Somos sabedores que é uma data imprecisa, pois remete à ideia de que a mulher teria “um” único dia para ser celebrada. E todos os outros, não é mesmo? Mas não poderíamos deixar de registrar um fato importante.

Tendo em vista que exercitamos socialmente o olhar sobre as mulheres nesse dia, nós, da Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino, gostaríamos de render homenagens a nossa matriarca, Íyá Bê Ty Ogodô, Mestra Yamaracyê, Mãe Maria Elise Rivas!

Maria Elise Rivas, em seu nome civil, já carrega a valência do que é ser mulher na sociedade brasileira, esta ainda tão machista, violenta e opressora. Como tantas Marias, criou seus filhos carnais e hoje alargou sua maternidade com seu cargo religioso honrando seu antecessor: uma Mãe de santo responsável e incansável por seus filhxs e pelas RABs. Mulher, símbolo de força, resistência e realeza. Uma digna filha de Xangô, luta contra as injustiças, desigualdades e espalha sua sabedoria de vida visando ao bem coletivo. Uma mulher grata aos negros e negras por uma ancestralidade que lhe concedeu o eixo de sua vida, as religiões afro-brasileiras. Por este motivo e tantos outros motivos, luta pela inclusão e igualdade dos povos negros. Luta contra o racismo religioso e cultural, que cria tantas desigualdades em nosso país e no mundo.

Uma digna mulher de Xangô, que sempre com alegria e felicidade leva avante suas responsabilidades até o fim. Como nosso Babá, saudoso Pai Rivas, dizia: “é uma mulher de PALAVRA”!

Com a força incontestável do seu Orixá, nos enche de forças e nos impulsiona às mudanças mais profundas. Ou seja, aquelas afetas ao coração e ao espírito.

Valorosa mulher de Xangô, que perdeu um companheiro de 30 anos e mesmo assim não esmoreceu um instante sequer em cumprir seu legado perante seu Babá, sua Tradição e seu Destino diante de toda a ancestralidade.

Mulher de Xangô que com imenso orgulho chamamos Mãe e a quem damos nosso Orí para que ela nos conduza aos Orixás e ancestrais! Honradxs, minha mãe, de ter a senhora na cabeça de nosso Axé.

Longa e próspera Vida!

Ao homenagear nossa mãe de santo, nossa Íyá, nossa Mestra, estendemos esta homenagem a milhões de mulheres que lutam por seus direitos.

Cadastre seu e-mail aqui
Cadastre seu e-mail para receber informações de nossas publicações e eventos Receber em HTML?
Joomla Extensions powered by Joobi